Peraí,volto já ;)

RicamatsuDestralha

#destinopositivo #féinabalável #gratidãosempre

Copyright © Destralha | Design by WebSuccessAgency

Mais alívio para a vida!

Tecnologia do Blogger.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Decidi contar segredos


Está no dicionário: se·gre·do. 1. Coisa que não deve ser sabida por outrem. 2. Coisa que se diz a outrem mas que não deve ser sabida de terceiro. 3. Lugar de uma prisão onde se conservam os presos que devem estar incomunicáveis.

Segredo é algo que proíbe a liberdade. Se existe uma palavra contrária ao desapego é essa. Porque alguém guarda um segredo? Tirando a surpresas de infância como: quem é o Papai Noel que deixou os presentinhos na meia, um segredo existe para esconder informações. Pense comigo: tenho guardado algum segredo? Algum segredo de infância? Há alguma coisa que preciso esconder dos outros? Pra que?

Já dá pra imaginar a proposta, certo? Sem rodeios. É isso mesmo: e se contasse seus segredos? Esvaziasse essa caixinha secreta? Sem se esconder dentro deles, sem podar suas atitudes baseadas em "coisas que ninguém pode saber". Se é um trauma, existe como tratar e se ajudar. É uma opção sexual condenada pela sua família, pela sociedade? Você pode sentir-se mais confortável desabafando com alguém de confiança. É uma declaração de amor? Verbalizar que ama, mesmo recebendo um não, adiciona mais amor no Universo.

Cometeu alguma injustiça e tem medo de ser odiado? Um pedido de desculpas é uma das atitudes mais nobres do ser humano. Faz coisas escondido por vergonha? Que tal ficar sem vergonha de ver em quando? Pode nem ser tão assustador assim. Todas as vezes que guardei ou me envolvi em algum segredo, sempre fiquei com algo entalado de alguma forma. Depois de algum tempo, quando revelado, esclarecido, pude perceber uns quilos a menos. Segredos pesam.

Carreguei por muito tempo um segredo chamado depressão. Houve uma grande transformação dentro de mim, depois que decidi destralhá-lo. E não contei apenas para um amigo de confiança. Publiquei em livro para os quatro cantos do mundo! Ainda fiz algo de bom com isso que me privou de alguns vários anos de oportunidades de ação.

Segredos ocupam lugares preciosos em nossa vida. Causam medo, vergonha, ansiedade, vários sentimentos negativos e expectativas frustradas. Pior! Segredos impedem o fluxo da vida. Já ouviu falar que uma informação só tem valor se divulgada? Você pode guardar uma grande ideia em segredo, mas enquanto ela não for revelada, vai apenas flutuar no mundo da fantasia, como aquelas nuvens que você vê pela janela do avião. Um dia elas ficam escuras e viram chuva a escorrer pelos canos no esgoto.

É difícil sim destralhar um segredo. Mas, quando o fizer vai perceber uma transformação que permitirá viver de forma mais livre. Não é questão de acabar com todos os segredos. É deixar a vida leve, com mais surpresas e realização de desejos.

2 comentários:

Valéria disse...

Ui, você sabe mesmo tocar nas feridas, né? Concordo, segredo é tudo isso. É pesado, é doloroso, é travo na garganta, é medo, culpa, vergonha, é espaço mal aproveitado. E é difícil se desfazer dele. Por quê? Acho que porque muitas vezes não nos sentimos merecedores de coisas boas. Insistimos nessa prisão e nos privamos de sentimentos de alívio, paz, leveza. Tememos o enfrentamento que o destralha do segredo eventualmente pode nos trazer. Mas também acredito que precisamos nos livrar de tantos segredos, de tantas histórias e sentimentos não compartilhados. Tenho ainda muitos segredos e muita dificuldade em me livrar deles. Para mim, o caminho para esse destralha ainda é o psicoterapêutico. Mas torço pelo dia em que vou conseguir me desfazer deles sozinha. : )

Rica Matsu disse...

Oi Valériaa! Já dizia um mestre guru, que vc sabe quem é rsrs, "E as feridas não podem se fechar a menos que estejam abertas."
Não é fácil mesmo, tem segredos muito feios mas imagina o quanto de coisa boa também pode haver e está tudo incubado. Poxa acho que todo mundo precisa experimentar a psicoterapia. É como um guia para o autoconhecimento, fica tudo mais fácil! :D

Postar um comentário