Peraí,volto já ;)

RicamatsuDestralha

#destinopositivo #féinabalável #gratidãosempre

Copyright © Destralha | Design by WebSuccessAgency

Mais alívio para a vida!

Tecnologia do Blogger.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Competição


É preciso ter o carro do ano. É preciso trocar o computador, o tablet, a versão do software. As roupas ainda estão boas, mas fora da tendência. A dieta velha não faz mais efeito. Tem que comer aquela frutinha berry da moda. Comprar uma casa maior, o pacote premium da tv paga. Trocar os móveis, o piso da cozinha.

Fazer outra faculdade, pós-graduação, cursos de extensão. O mercado é competitivo e precisamos estar sempre na frente. Buscar promoção no trabalho, alcançar o tal status. É preciso ter várias habilidades, ou ao menos parecer. É preciso ser da Diretoria! Quanta necessidade de competir!

Se esta dedicação toda fosse usada para fazer algum esporte, seriam grandes as chances de alcançar o pódio. Infelizmente, essa competição não é tão saudável quanto parece. É como nesta velha história, que se chama "A Escola Animal".

Um dia os animais se reuniram na floresta e decidiram criar uma escola. Havia um coelho, um pássaro, um esquilo, um peixe e uma enguia, e eles formaram uma Diretoria.

O coelho insistiu na inclusão da corrida no currículo. O pássaro insistiu na inclusão do voo no currículo. O peixe insistiu na inclusão da natação no currículo. E o esquilo disse que a subida perpendicular em árvores era absolutamente necessária ao currículo. 

Eles juntaram todas essas coisas e escreveram um roteiro do currículo. Então insistiram em que todos os animais aprendessem todas as matérias.

O coelho, embora tirasse um "A" em corrida, teve uma enorme dificuldade em subida perpendicular em árvores. Ele sempre caía de costas. Logo ele teve um tipo de dano cerebral e não conseguiu mais correr. Ele descobriu que, em vez de tirar "A" em corrida, estava tirando "C", e, é claro, sempre tirou "F" na subida perpendicular.

O pássaro saiu-se maravilhosamente bem em voo, mas quando teve de escavar o chão ele não se saiu tão bem. Sempre quebrava o bico e as asas. Logo ele estava tirando "C" em voo, além de "F" em cavar tocas, e todas as suas tentativas de subida perpendicular em árvores foram um fracasso.

Por fim, o animal que concluiu o curso e fez o discurso de formatura foi a enguia, que era mentalmente retardada e conseguira fazer um pouco de todas as matérias mais ou menos pela metade.

Mas os educadores ficaram contentes porque todos estavam recebendo aulas sobre todas as matérias e aquilo foi chamado de "uma educação abrangente".

Isso aconteceu comigo, é assim que as coisas são. Pode estar acontecendo com você.

"Nós realmente estamos tentando fazer todo mundo igual a todo mundo, por isso destruímos o potencial de todos para serem eles mesmos."


Nenhum comentário:

Postar um comentário