Peraí,volto já ;)

RicamatsuDestralha

#destinopositivo #féinabalável #gratidãosempre

Copyright © Destralha | Design by WebSuccessAgency

Mais alívio para a vida!

Tecnologia do Blogger.

sábado, 7 de junho de 2014

Eliminando roupas desnecessárias



Ninguém vive sem se vestir. A não ser que você tenha adotado o Naturismo. E mesmo assim vai precisar se vestir para fazer alguma coisa fora dos limites da vida selvagem. Agora, abra seu guarda-roupas e veja se consegue usar todas as suas peças. Tem sempre aquela camisa fora de moda, ou um par de meias azul-marinho que você ganhou e nunca usou. E aquele casacão que nem no inverno de São Joaquim dá para usar? Pois é, roupas que você não usa mais podem estar fazendo aniversário. Elas precisam cair fora das suas gavetas e ajudar alguém. Ou simplesmente é lixo que você guarda lavado e passado.

Tem gente que compra roupas demais. Guarda tudo. Tipo aquelas que quem sabe um dia poderá servir. Segue as "tendências da moda" e logo que passa as deixa mofando no fundo do armário. Quando se trata das de marca então...hum eis a questão. Usufruir de uma grife famosa é como uma necessidade de amor preenchida. Enxergam nesses produtos reconhecimento, dignidade e respeito. Ou qualquer outro valor saudável, substituído ao longo do tempo por coisas sintéticas.

É fato que marcas mais caras e famosas tem sempre um padrão de qualidade superior. O problema é que os produtos são produzidos para preencher um vazio emocional e a verdadeira função do produto é secundária. Funciona mais ou menos assim:

Compre uma camiseta da marca x porque está na moda e as pessoas importantes e ricas usam, por isso vai se sentir importante, rico e inserido em um grupo especial, pois assim será especial também. 

Depois assim:

Essa camiseta já está fora de moda e portanto compre outra porque você já não é mais tão especial como antes e seus amigos já compraram uma mais atual e mais cara.

Este programinha de computador faz basicamente o mesmo com os celulares, laptops e qualquer produto. Carros, viagens, restaurantes, serviços. Porque não interessa mais quem você é, e sim o que você pode comprar para que você pareça ser alguém importante, atualizado. Numa entrevista recente, o psicólogo Roberto Shinyashiki disse: "Hoje, como as pessoas não conseguem nem ser nem ter, o objetivo de vida se tornou parecer." E nada mais apropriado para se "parecer" que estar sempre na moda com roupas de marcas famosas.

Acho muito engraçado ver tanta gente usando roupas com dizeres em inglês sem ao menos saber o que significam. Usando roupas direcionadas para surf sem nunca nem ter subido numa prancha, ou nem mesmo ter pisado na areia da uma praia antes. Por gosto pessoal eu uso camisetas lisas sem estampa mesmo, básicas, em qualquer ocasião, praticamente um desleixado. Mas o material é de qualidade. Não compro de marca nenhuma, compro numa empresa que fornece as camisetas para algumas marcas famosas, e mais ou menos oitenta porcento mais barato. É claro, nunca estou na moda. A moda nos consome bastante!

A cada seis meses verifico se tem alguma peça que está virando trapo ou tralha. Junto o que tiver, faço doação ou jogo fora em local apropriado. O resultado disso é que fico com mais espaço no guarda-roupas e ainda me sinto bem quando faço uma doação.




2 comentários:

  1. Oi! Estou há um tempinho tentando virar minimalista, a parte das roupas é a mais difícil porque queria vender algumas ao invés de doar, mas aumentar o ciclo de vida das coisas comprando usados ainda não é muito atraente pra maioria das pessoas rs
    Te achei lá no site da Alana e adorei o seu! Já vi vários sites gringos sobre minimalismo, mas o seu é um dos primeiros brasileiros que encontro e, com certeza, o primeiro homem. Obrigada por essa iniciativa! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele! Eu que te agradeço imensamente! :D
      Verdade, a maioria de nós tem o conceito de quanto mais acumular melhor rsrs ou mais homens nos tornamos kkk
      O second hand de roupas não é mesmo tão atraente para todo mundo. Você pode ser minimalista mesmo sem aderir ao uso de usados, ou mesmo apenas algumas vezes. Roupas usadas vejo como mais uma questão cultural, onde das duas formas usados ou novos, temos como reduzir o consumo e aumentar o ciclo de vida das coisas. Gratidão por estar por aqui! ;D _/\_

      Excluir